sexta-feira, 31 de maio de 2013

Muito amor,

Muito amor. Cara. Muito.

Eu não sei como, mas eu não consigo cair em um buraco sem que magicamente alguém me puxa para cima na maior leveza.

Eu vou para Israel dia 30 de junho - como sabem - e estou na maior pindaíba - como sabem também.
Aí resolvi fazer um leilão para arrecadar dinheiro para a escola da Laura, alimentação e gorjeta
(obrigatória).

Pois que quarta, saindo da prova de estatística - e fui bem - o Taglit me liga dizendo que vai me dar as despesas de Israel. Todas. Ganhei na loteria. Bambiei

Chorei; 

Felicíssima e com um peso quase que zero nas costas para pensar, recebo outra ligação de noite. D. que é uma pessoa que não me conhece - pessoalmente- dizendo que vai pagar a mensalidade da escolinha da Laura em julho, para eu ir tranquila para Israel. Posso com isso?

Chorei claro. Sempre choro.

Para melhorar ainda mais minha semana, quando eu estiver em Israel, um banco de leite irá todos os dias ao meu encontro pegar o "tetê" da Laura e levar para bebezinhos israelenses <3. Tri- Feliz fiquei com essa notícia, então, amamentar vale a pena até estando longe da pequenininha.

Tudo que acontece de bom e maravilhoso sempre tem um motivo por trás: Laura.
 Ela é muito especial. Muito mesmo.











terça-feira, 28 de maio de 2013

Estou apaixonada. De novo.

Quem é mãe sabe que nem sempre o mundo é cor de rosa.
Nem sempre vimos aquele ser que colocamos no mundo como um milagre.
Faz um tempo que a falta de um sono bom estava me impedindo de ser os 100% de mãe que eu posso e quero ser. Stress, desanimo e mais alguns baixos astrais estavam fazendo parte dos meus pensamentos ruins.Não era raro que eu tentava me esquivar de "ser mãe"
 MAS, comecei a ver tudo pelo lado bom e agora estou eu, apaixonada - sem dormir ainda - mas apaixonada como nunca.

Hoje faltamos na aula. Para ficarmos juntas no frio. Estendi um cobertor na sala e ficamos lá brincando, lendo, cantando, comendo, dançando e por fim, Laura dormir na maior serenidade, sem um pingo de choro ou stress. Foi uma das melhores tardes da minha vida.
Ela é minha paixão, meu pequeno milagre - realmente-, sozinha agora transbordo felicidade. Queria ter encarado o ato de dormir assim antes - *sem dar importância.
Ela é uma ótima companhia. Vejo nela toda aquele anseio e vontade de ser mãe concretizados.
Ela esta em uma fase ótima, compreendendo tudo, sendo muito carinhosa.
Agora dorme no berço - serena - e eu aqui ainda com pique para brincar mais!
Ah filha... Lembra que Eu te amo infinitamente.

(dançando com os pés, enquanto come)






E essa foto aqui foi Domingo indo para São Paulo! Pequena miss indo na sua carruagem de sling-mama. Com seus óculos escuro! Ai ai o Amor...


sábado, 25 de maio de 2013

Hoje ela escolheu o brinquedo.

Vovó veio para cá essa semana, nos deu uma ajuda necessária para continuar nossa jornada de mãe e filha - mas hoje voltou para casa e agradecemos por ter levado kilos de livro embora e nos deixado uma casa mais arrumada/limpa e uns kilos de alegria e disposição de volta. 
E ela foi embora hoje de manhãnzinha... 

Sábado de sol - e frio - fomos no parquinho aqui do prédio para gastar energia. 
E não gastar dinheiro - (ótimo!)

E hoje foi a primeira vez que quem escolheu o brinquedo que queria brincar, foi a pequena perua de lacinho vermelho na cabeça. 
Agora os pais podem sentar e olhar o bebe brincar! - peraí, pode não! - no vídeo que conclui essa postagem vão saber o porque. 
Mas podemos nos sentir felizes por temos um bebe sociável, brincalhão e alegre nos chamando para brincar aonde quer. 


Papai girando rápido.

...UOU"

Vou para aquele brinquedo lá...

Fazendo artiii


Subindo o escorrega...

Balanço!

S2



Na gangorra com o papai

"muito devagar.."


Agora brincadeira na escada, adoroooo









E aprontando no escorrega.... Quem segura?


video




segunda-feira, 20 de maio de 2013

Ubatuba.

Quase um bate e volta.
De última hora.

Foi ótimo, mas rápido demais.

Chegamos Sabado a noite, comemos uma pizza - Laurinha uma sopa caseira - e ficamos batendo papo até tarde.
Inclusive descobri que tenho paralisia do Sono  papai tem, meu irmão também. Nada demais, fica como curiosidade.
Laura deu uma envergonhada frente aos tios, mas logo se soltou.
No domingo ela acordou cedinho, fomos no mercado, voltamos para casa e tava o Domdom - sobrinho canino- nos esperando na casa da vovó.
Laura nem é doida por cachorro:






Ele tem essa carinha um pouco assustadora, mas é um docinho da Tia - primeira vez que eles se encontram <3. 


 e mais tarde nós fomos na praia. Frio.
E quem disse que isso foi impedimento para ela ir para a água?





Foi de Roupa e tudo, hora arrastando o pai, hora o tio- eu não! tava de Tênis e com frio! - brincou com as ondas e a areia. Brincou inclusive na praia de tombo, querendo ir mais e mais para o fundo - PENSA!? - mal sabe andar ainda...

Almoçamos um almoção da mamãe, dormimos um cochilo vespertino e voltamos, chegando por volta das 21 horas em casa.
 
Vê minha família é tudo de bom! =)
(família é né?)



sexta-feira, 17 de maio de 2013

A semana Toda =)

Essa semana demorei para vir para cá. Entende, pela primeira vez cumpri todos os compromissos da semana - e milagrosamente ela passou super rápido.

Então vou começar a contar minha semana desde de:

Domingo dia das mães:

Fomos passear na Paulista - fazer um programa legal para os três, na qual o valor total não seja absurdo.
Primeiro comemos no Ragazzo - quase um habib´s - estava vazio! e comemos felizes, Laura que já tinha almoçado em casa, almoçou de novo (sim, ela anda repetindo refeições frequentemente).


Depois fomos para a Livraria Cultura - Laura endoidou com tanto livro e arranjou amiguinhas do mesmo ano e mês, e devo confessar uma coisa: Se tratando de coordenação motora, ela era a mais atrasada. =(, Suas amiguinhas tinham nomes igualmente de velinhas e logo imaginamos as três em uma varanda daqui á 90 anos, a Dona Laura, Dona Inês e Dona Isabel. (#ri)
Ela catava os livros das prateleiras freneticamente, li duas historinhas e ela A-D-O-R-O-U ficar por lá, gostou tanto que dormiu de exaustão logo que saímos. 

Depois andamos pelas feirinhas, tomamos sucos e andamos pela Paulista, até nós estarmos cansados. Laura acordou só na hora que estávamos indo para o metro. O passeio valeu muito a pena, barato e centenas de  coisas para fazer! =)

PS:Ganhei um teclado de tablet no dia das mães.

Durante a semana:

Os dias seguiram normalmente, com alguns agravantes:

 1) Nos deram corda e nos enrolamos com a corda no pescoço e nos enforcamos. 

Ok. Para quem não sabe ganho bolsa da USP - porém este mês, eles simplesmente não pagaram. (ponto), Para quem não sabe eu DEPENDO dessa bolsa para tudo.
Além disso, exageramos e feio no cartão de crédito mês passado, nos rendendo uma conta monstruosa de metade do que ganhamos esse mês (uns reais a menos). 
Veio o dobro da conta da TV a cabo, porque "já foi " 1 ano. 
Aumentou a escola da Laura e teve mais adicionais por conta dos dia das mães.
E ainda teve roupa nova e presente a mais por conta de uma festa que fomos no começo do mês.
Resultado!? Um buraco, tão tão grande que não sei ainda como vamos tampar. Consequências? Tenho uma viagem em junho e não sei como vou comer por lá. Logo que é só isso que irei pagar (UFA!) 
E ainda dizem que os filhos que dão gasto... Acho mesmo que são os pais a fazer as babaquices financeiras.

2) E o tempo de hoje foi?!

    Fez um bonito sol praticamente toda a semana - menos hoje - aproveitamos o ar livre e com isso meu humor também melhorou bastante - voltando a algumas crises existenciais de vez em quando - me manter ocupada me ajuda. Laura usou shortinho e óculos escuro quase a semana toda (mmmmm!)

3) Moscas e mais moscas:

    Minha casa andava infestada desses insetos nojentos. Não, não estava suja. Não deixei nem sequer louça na pia - porque se não vem uma nuvem preta que devora o resto de comida em minutos (ok, ok exagerei).
    E andava cheio de larvas. Larvas em lugares inusitados, lacrados e sem ter como ter larvas. Fiz operação Moscaselimination, joguei fora toda a dispensa - quase nenhuma- (cara, tinha larva no arroz FECHADO! como?), lavei cada cm da cozinha, fechei a janela (sim, porque parece que vem de outro lugar essas malditas) e... Hoje, não apareceu nenhuma - mas acho questão de tempo - logo que vou ter que abrir a janela para a roupa secar e aí o ciclo recomeça. Dicas gente, dicas para me livrar dessa praga asquerosa serão aceitas! 

4) Come, come, come.

   O quarto dente da Laura nasceu essa semana (o direito da frente), não teve pela primeira vez alterações significativas de comportamento. Aliás, uma coisa mudou: Ela come. Come. Come e come. (gente! É de se desesperar, rsrs), ela acaba com 1 prato de gente grande e pede mais (fico pensando aonde cabe tanta comida?!) e depois de terminar de comer, pede tetê! (Sério? Aonde fica tudo isso?). É claro que estou que não me aguento de alegria, filho comer assim é bom demais - inclusive depois de 1 ano sem comer praticamente N-A-D-A. 

5) Sono

   Ela anda melhorando as noites, ou melhor, ela anda acordando menos - isso quer dizer que agora ela acorda entre 3 e 5x por noite - mas, ela anda resmungona para voltar a dormir e quer dormir de formas um tanto quanto incômodas (em cima de mim, segurando meu peito, segurando minha blusa, com o dedo no meu nariz... essas coisas "normais").

6)14 meses

Dia 15, ela fez 14 meses. Com isso constatei alguns fatos interessantes para ficar marcado. Ela não anda como as outras crianças da idade dela - isso eu concordo - mas ela fala algumas palavras perfeitamente (Papai, Mamãe, Alôu, Au-au, pé, que que é isso? (é mais quequeéisso?), vovó, atchim,  entre outras), além de quando solicitado ela repete qualquer palavra (ou quando ela pergunta o que é algum objeto ela repete também), imita os animais quando se pede ou quando os vê, guarda os brinquedos no lugar depois de brincar (sem nem precisar pedir), se tira algo da gaveta, depois recoloca, dá tchau e manda beijo sempre que alguém passa por ela (desconhecidos, vizinhos, funcionários do condomínio ou da escola). Tem 4 dentes, é super sorridente, carinhosa demais e adora chamar a atenção dos outros e se comporta tão bem na rua que chego a me orgulhar! (eu sei que ela ainda vai dar aquelas cenas horrorosas, mas aproveitando enquanto ainda não aconteceu)


3) E para finalizar essa postagem e a semana, um vídeo do meu bebê andando (isso foi ontem). Lindeza da mãe.

PS: Não reparem na imensa bagunça da casa, eu estava varrendo e tirando o lixo e ela resolveu andar exatamente pelo canto mais bagunçado da casa. hahahaha, lei de murphy

video



sexta-feira, 10 de maio de 2013

Todo dia ela faz tudo sempre igual

Laura agora insiste em ir "no chão" para a escola.
Em outras palavras,
andar um condomínio e 2 quarteirões é igual a 
aaaaaaaaaaa??

1 hora e 20 minutos de caminhada, com direito a parada para bater papo com a árvore, com as plantinhas, pegar cacas do chão e sorrir e acenar para todo desconhecido que passa na rua.  =)


Nas fotos, é dentro do condomínio em um ritual muito característico: 

Ir até o bloco II (moramos no III), subir as escadas sozinha - mamãe neste momento não pode acompanha-la - 


e descer a rampa do outro lado


sempre sozinha...

Aí eu chego na escolinha - todos os dias - com a criança preta e toda suja! 

Qual mãe que nunca passou por isso, né?

Mais e mais convencida de que carro pode estragar uma infância. 

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Conversadeira no reino dos hipopótamos

Existe uma coisa que a Laura gosta de fazer mais que todo mundo: Bater papo.
E foi assim que ela bateu um papo hoje com seus camaradas de infância:


Sem mudar os detalhes da conversa, colocarei o que ela falou e em seguida uma mamãe tradulation:

"uuuuuu" - "Olha, vocês por aqui!"

Tuuuu Bubu aaaaa - É, eu andei meio sumida...
 Agaaaaaa   - mas amigos de verdade sempre voltam.
 tú tê aaaa  -vou tentar voltar mais vezes
 AHH! Dededede - Fico muito feliz de estar aqui com vocês
 * Pausa para brincadeira e careta para a foto
 *um abraço amigo
   E bora brincar! 

terça-feira, 7 de maio de 2013

Ah! Marina Silva...


Ontem teve uma aula magna com a Marina Silva.
Antes eu estava meio assim de participar - ou não.

Mas... Ouvir essa mulher pequenininha falar é uma coisa de louco. Eu já vi muitas ideias e muitos políticos falarem - já passei 1 semana inteira em brasília só ouvindo político/discurso/ideias nada inovadoras. Mas essa mulher... Ela conseguiu me cativar, me conquistar e ser um ser qualquer que transborda. Um qualquer um... que pode fazer a diferença.

Sim, já sei o que estão pensando... ela sabe fazer lavagem cerebral. e... na verdade? Sabe mesmo. Mas sabe quem sabe fazer melhor? A mídia, infelizmente.

Eu sempre tive as ideias bem parecidas com as dela, mas realmente realmente muitas delas eu nem sabia que haviam soluções e ela as dá. E dá com toda a paixão que todo político deveria dar, e tem posição (não, não oposição! Posição mesmo), ela claramente fala das ideias que ela tem, do que ela acha ou "desacha", apóia ideias e não partidos e fez a diferença. Faz. Tenho orgulho de ter alguém assim como ela na política.

Claramente a mídia a odeia, claramente a sociedade gosta dela, em pesquisas de intenção de volto ela esta sempre em penúltimo - na sua primeira vez como candidata a senadora- ela só ganhava de um palhaço na última pesquisa. Mas ela ganhou com a maior votação para senador da história (65% dos votos), nas eleições para presidência "só" 20 milhões votaram nela (muito acima do que diziam as intenções de voto) com 1 minuto e meio de propaganda e muitos estados sem nenhum segundo. Eu conheço alguns (alguns mesmo) que não votaram nela para votar contra alguém, porque ela não tinha chances. AH! ela tinha sim...
Não queremos mais ser meros telespectadores, queremos participar! (Opa, agora eu quero?!) e chega dos mesmos de sempre. Eu, como conhecedora da causa (meio ambiente) sei que estamos precisando dessa mudança e eu que não confio nem na minha sombra- mas,confio nela. Pela primeira vez acredito MESMO em um político e em uma forma de fazer política. Ela vai ser o pontapé da mudança, vamos sofrer -acredito - no começo dessa mudança, mas ela é necessária. Precisamos urgentemente de um modelo novo de política. Essa já deu. Já Faliu. Já era.

Eu adoro ouvir as pessoas a criticarem -não que ela seja perfeita, existem divergências - principalmente quando se trata de "índios" (que é mais uma causa que ela batalha, mas não uma forma de fazer política como muitos associam), como se os 700 mil fossem bêbados, pedissem notebooks e vivessem "sem trabalhar", a cultura indígena é linda - muito mais organizada que nossa sociedade, com valores milhões de vezes maiores e melhores que os nossos - mas a mídia manipula, agride o leitor e ele caí na palma da mão. A bancada ruralista - aquela que desmata e pressionou a mudança do código florestal para anistiar 43 milhões de hectares de mata desmatada (sendo que o brasil pode aumentar o PIB em 50% sem desmatar sequer nenhuma árvore!) esta ganhando todas as brigas, Dilma esta completamente a favor deles - por enquanto- mas eles reclamam, vaiam (vaias ensaiadas claro, para ganhar ainda mais benefícios) e querem mais. AH! Futuro... As pessoas ainda acham que ele não vai chegar e que coisa de meio ambiente é tipo E.T. Só "eco-chatos" se preocupam. Coincidências serem estes cegos que mais sofrem a crise que esta eminente?

Vejo isso de perto, nem argumento, a vida argumenta com estes, mas não querem ouvir, vamos ver até quando.

Alguns impérios gigantescos na história já lidaram com crises parecidas, e nenhum deles resistiu ou se quer acreditou. Vide os Romanos por exemplo, a Ilha de Pascoa entre outros.













sexta-feira, 3 de maio de 2013


I don't wanna miss one smile
I don't wanna miss one kiss
I just wanna be with you
Right here with you, just like this
I just wanna hold you close
I feel your heart so close to mine
And just stay here in this moment
For all the rest of time

( I don´t want to miss a thing - Aerosmith)


quinta-feira, 2 de maio de 2013

As coisas acontecem por alguma razão...

Hoje, saindo da CPTM eu dou de cara com um cara armado. Ele queria assaltar a bilheteria - aparentemente. Ele por alguns passos, tenta nos levar de volta, com arma apontando para a gente, eu seguro  o homem refém junto comigo, desconhecido, mas preciso de algum apoio. Não quero morrer é meu primeiro pensamento. Minha filha é o segundo. A ação demora alguns segundos. o homem se distraí com a quantidade de pessoas vindo do trem, o guarda fala para a gente correr e corremos. Eu me desespero, choro, tremo. Quero ver minha filha. O homem é pego.

Algumas horas depois percebo o quanto foi importante para mim, dar de cara com esse bandidinho. Segundos mudou minha vida. mudou meu modo de pensar e me fez perceber que pensamentos podem sim ter consequências.


As pessoas adoram falar que são felizes. Que estão felizes. Nos últimos meses eu estava me esforçando para ser, para gostar de alguma coisa, de fazer algo. Não acho fraqueza estar triste, nem falar disso. Mas não é uma coisa que eu iria comentar em uma reunião de amigos ou em um encontro familiar. Tomar um banho, escovar os dentes eram tão árduos para mim, como trabalhar no sol ao meio dia sem chapéu - andava tomando banho 2, 3 vezes na semana e muitas vezes, empurrada para dentro pelo marido - A única coisa que não parei de fazer, foi cuidar da minha filha direitinho, o resto...

Aí ontem estava conversando com o marido, antes de dormir - o assunto principal é que ultimamente estava sempre triste/decepcionada/brava - com tópicos variados e buscando soluções e explicações diversas ao meu humor dramático repentino, no meio da conversa ele mencionou que para algumas pessoas, o fato de morrer ou não, nem importava. Virei de lado e pensei: Eu não me importo. Se for assaltada e me derem um tiro, eu não me importo. 

Não sei se existe coincidência. Não sei se foi um ensino divino.
Mas ninguém nesse mundo teria aproveitado tanto um susto desse como eu. Essa arma, foi feita para ser apontada para mim e para tirar de mim, uma vida mal resolvida. Para mostrar que eu não sou do tipo que não me importa. Eu me importo sim! Não vou dizer: nossa, agora sou feliz! mas já fiz de um dia de cama, uma tarde gostosa.

Tem um amigo meu - ele nem deve lembrar mais que é meu amigo - que depois de uma crise de depressão escondida disse: sorrir por fora é fácil, difícil é sorrir por dentro. Eu sou meio preconceituosa com a depressão - acho mais que no meu caso esta relacionado "com falta de sono". Mas sabe o que? cada fase é cada fase e devemos aprender a lidar com elas da melhor forma possível. Oras, e quem não tem crises afinal?

O susto, rendeu uma bela risada e sincera no final do dia - estou feliz por estar aqui hoje, compartilhando isso com vocês e tentarei fazer o possível para agradecer o bandidinho medíocre que ele fez um bom trabalho hoje e vou recompensa-lo, vivendo da melhor forma que eu possa.

E fica a lição de hoje:

Cuidado com o que pensa...
Com o que deseja...

Pode mesmo se realizar.